blur-1866950_960_720

Mesmo que o momento exija cuidados, não se precipite. Comprar uma arma, por exemplo, pode ter conseqüências trágicas.
Procure manter a calma diante de uma arma, mesmo que isso pareça difícil. O bandido está sempre mais nervoso do que a vítima, mas, em geral, não tem a intenção de matar.
Não reaja, nem tente fugir. Forneça o que exige o criminoso. Assim, o tempo do roubo será menor.
Não faça movimentos bruscos e procure alertar o assaltante dos gestos que pretende realizar, como pegar uma carteira, por exemplo.
Tenha consciência de que há possibilidade de existir outra pessoa dando cobertura ao crime.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul